Lenda de São Martinho

A lenda de São Martinho e a receita tradicional do dia – Rojões com Castanhas.

Explicação científica

Todos os anos por alturas do São Martinho a temperatura fica mais quente e o sol brilha. A essas alterações o povo chama o Verão de São Martinho e a sua lenda é já bastante conhecida, de qualquer das formas é descrita abaixo e há uma explicação cientifica para esse acontecimento.

O culpado da alteração climática é o Anticiclone dos Açores e a sua movimentação para Nordeste, que faz com que movimente massas de ar quente do Norte de África, e com elas o céu limpo e a ausência de vento em Portugal, Espanha e França.

Quem foi São Martinho

São Martinho de Tours nasceu na atual Hungria por volta do ano 316, filho de um comandante romano que estava destacado nessa zona. Também Martinho seguiu inicialmente a carreira militar. Com 15 anos ingressou no Exército Romano.

Foi na adolescência que Martinho descobriu o Cristianismo, tendo abandonado o Exercito e sendo posteriormente batizado, ficando discípulo de Santo Hilário. Seguiu Santo Hilário até Itália e regressou à atual França, de onde tinha partido, para fundar o mais antigo Mosteiro da Europa, em Ligugé.

Foi ordenado Bispo de Tours em 371 e fundou o mosteiro de Marmoutier onde viveu em reclusão.

Morreu a 8 de novembro de 397 em Candes e foi sepultado a 11 de Novembro em Tours, local de peregrinação desde o século V.

A Lenda de São Martinho

Reza a lenda que certo dia, estando Martinho ao serviço do exercito romano, quando subia uma montanha no meio de uma tempestade de neve se deparou com um pobre mendigo que estava cheio de frio. Martinho tirou então a sua capa e com a espada cortou a capa ao meio, dando metade da capa ao pobre para que se agasalhasse. Continuou o seu caminho e mais acima na montanha, com o tempo ainda mais agreste apareceu-lhe outro mendigo morrendo de frio, Martinho mais uma vez socorreu o pobre e ofereceu-lhe o que restava da sua capa, ficando sem agasalho. Nesse momento as nuvens desapareceram e o Sol brilhou, trazendo consigo o calor.

Nessa noite Martinho teve uma visão de Cristo, que dizia para os seus anjos:

“Vejam, este foi o homem que mesmo não sendo batizado, me salvou a vida, estando eu transfigurado de mendigo”

Receita de São Martinho

Porque se comem Rojões com Castanhas no São Martinho

Os Rojões com Castanhas, receita tradicional do dia de São Martinho é muito antiga e vem do tempo onde ainda não havia batatas em Portugal. As Castanhas eram, antes da chegada das batatas o acompanhamento de muitos pratos, sobretudo nesta época do ano onde abundavam as castanhas por todo o lado. Com o tempo acrescentaram-se as batatas à receita, mas as castanhas foram também ficando.

É também por esta altura que se fazia a matança do porco, uma vez que o frio ajudava na conservação das carnes e é também altura do vinho novo que fica pronto depois das vindimas. Daí o ditado “No dia de S. Martinho, mata o teu porco, chega-te ao lume, assa castanhas e prova o teu vinho”

Receita

Ingredientes
  • 800g de Rojões
  • 500g de castanhas congeladas
  • 600g de batatas
  • 300g de tripas enfarinhadas
  • Sal q.b.
  • Pimenta Preta q.b.
  • Cominhos q.b.
  • Paprika q.b.
  • Vinho branco (1 copo)
  • 1 Folha de Louro
  • 3 Dentes de Alho
  • Farinha sem fermento q.b.
  • Azeite q.b.
  • Banha de porco (1 colher de sobremesa)
Confeção

Comece por fazer a marinada. Tempere os Rojões com Sal, Pimenta Preta, Cominhos e Paprika. Acrescente 3 dentes de Alho picados, uma folha de Louro e junte o vinho branco, de preferência fervido previamente e já arrefecido de forma a retirar o álcool. Deixe a marinada por umas 12 horas.

Na hora de começar a preparar a receita, deixe os rojões a escorrer para sair o liquido.

Seque bem os Rojões e frite-os em Azeite bem quente com uma colher de sobremesa de Banha de Porco. Se os rojões soltarem muitos sucos, vá retirando. O objetivo é fritar e não cozer.

Quando os rojões já estiverem bem fritos, acrescente um pouco da marinada, reduza o lume para o mínimo e passe para o resto.

Frite as batas aos cubos e de seguida as tripas previamente passadas por farinha.

Por último frite as castanhas.

Acrescente Batatas, Castanhas e Tripas aos Rojões. Envolva e sirva de imediato.

Vídeo – Marinada dos Rojões

Acompanhe este delicioso prato com um bom vinho. Não se esqueça que no dia de São Martinho também tem de comer as castanhas assadas e acompanhar com Jeropiga ou Água Pé.

Para as castanhas assadas. dê lhes um golpe com uma faca e leve-as ao forno com sal. Não se esqueça do corte, caso contrário a humidade da castanha faz com que esta rebente.

E que tal para sobremesa um pouco de Queijo com Marmelada ou Doce de Abóbora?

Deixe um comentário